Guarda Municipal, Beleza sobre as ondas

É impossível não notar a guarda municipal Gabriela Gouvêa durante suas rondas pelas ruas de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. Pele bronzeada, unhas vermelhas, batom cintilante nos lábios, brincos, anéis, pulseiras e um apito rosa. É assim que ela assume sua função diariamente no Grupamento de Guardas Motociclistas. Mais conhecida como guarda Gabi, ela também chama atenção nas praias onde costuma disputar campeonatos de bodyboard. “Sou conhecida como a guarda das ondas. Acho isso um elogio”, afirma ela.


Foto: George Magaraia/ iG Rio
Gabriela concilia a atividade de guarda municipal com a de bodyboarder profissional

Aos 36 anos, Gabriela conta que o surf surgiu como uma brincadeira quando ela tinha apenas 11 anos e que, somente aos 18 anos decidiu se profissionalizar. A dedicação e a disciplina logo lhe renderam os títulos de campeã capixaba e carioca. “Atualmente, ocupo o nono lugar no ranking brasileiro e o 40° no mundial. Ainda me impressiono com as minhas conquistas”, diz a atleta que embarca na próxima sexta-feira (19) para Portugal para tentar melhorar sua posição no mundial
Segundo Gabi, uma de suas melhores torcidas é a de sua filha, Maria Eduarda, de 11 anos, que a acompanha sempre que pode durante os campeonatos. “Perto dela, a torcida do Flamengo é mínima. Ela vibra, tira foto, grita e já tem a prancha dela para surfar também”.



Foto: George Magaraia/ iG Rio
Gabriela diz que ouve mais cantadas na rua do que na praia

Para manter a boa forma, Gabriela corre na areia e pedala no calçadão em dias alternados, mas não conta com a orientação de um profissional especializado. “Cuido do meu condicionamento físico sozinha. Sei que não é o ideal, mas como já conheço meu corpo e minhas deficiências, vou levando tranquilamente”, admite Gabi. Além dos exercícios, ela não descuida do rosto e do cabelo. “Não abro mão de protetor solar para o dia a dia e muito creme hidratante para os cabelos não sofrerem com a ação do sol e do sal”.
Gabriela prestou concurso para a guarda municipal do Rio de Janeiro em 2002, mas só foi contratada em 2007. Sua primeira missão foi integrar as equipes de controle urbano dos Jogos Pan-Americanos do Rio 2007. Também atuou por 10 meses no Grupamento Especial de Praia (GEP) e por três anos no 1º Grupamento Especial de Trânsito (1º GET).


Foto: George Maragaia/iG Rio
Atualmente, Gabriela é campeã estadual da modalidade e nona no ranking nacional


A experiência não a livra, no entanto, das inúmeras cantadas que recebe durante o trabalho. “Sou muito paquerada no trânsito, mais até do que na praia. Acho que provoco uma certa curiosidade nas pessoas. Mas mostro logo quem manda. Dou uma ordem unida (apitada) para deixar claro que naquela situação sou autoridade", conta, rindo bastante.
 Para ela, conciliar esporte com o trabalho a tem feito uma mulher muito mais feliz. “Esporte é vida, saúde e equilíbrio pra mim. Se eu trabalho feliz nesse trânsito complicado do Rio de Janeiro é por causa do surf. É uma válvula de escape que me deixa num outro astral”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: