são presos fazendo sexo na frente de criança de dois anos

Uma situação pouco comum e para os próprios Guardas Municipais (GM) que atenderam a ocorrência considerada absurda, aconteceu por volta das 10h da manhã desta quinta-feira (22). O dia mal tinha raiado no município de Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba, quando um casal de pombinhos, que havia se conhecido no dia anterior, resolveu fazer sexo em via pública e, para piorar, na frente de uma criança de dois anos.
O destino dos dois não poderia ser outro, foram presos em flagrante pela GM. O Guarda Emerson, que atendeu a ocorrência, relatou à Banda B que, a princípio, o objetivo era descobrir o motivo do choro de uma criança. “É ali no bairro Mato Verde, atrás do Ginásio Mandiritubão. O casal, a mulher de 20 anos e o homem de 21, estava fazendo sexo na frente da criança, que era filha da jovem, sem se importar com a presença dela. Achamos que era um bebê abandonado, mas que nada”, descreveu.
O GM Emerson também explicou como foi a reação do casal após a abordagem. “A mulher tentou pegar a criança e fugir, o rapaz vestiu a calça e também tentou sair de lá, mas foram presos em flagrante. Detalhe é que, segundo a mulher, os dois tinham se conhecido no dia anterior”, disse.
Apenas namorando
O casal chegou a alegar que estava apenas namorando. Enquanto a criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar, os pombinhos foram levados à Delegacia de Fazenda Rio Grande. Um detalhe é que o destino separou o casal, enquanto o homem ficará detido na carceragem de FRG, a mulher será encaminhada para  Mandirituba.
Os dois foram autuados em flagrante no artigo 218 – induzir ou atrair à prostituição ou outra forma de exploração sexual alguém menor de 18 anos -, cuja pena varia de 2 a 4 anos de reclusão. O nome do casal não foi divulgado para preservar a imagem da criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: