Dois subinspetores da guarda municipal de Fortaleza (CE) foram exonerados após denúncias de fraudes nos próprios contracheques.

 
Marcos Macedo Ferreira e Geraldo Adailton Policarpo 
são suspeitos de envolvimento em esquema para receber a bolsa-formação do Governo Federal.
Para ter acesso ao valor do benefício, o agente deve ter um salário inferior ou igual a R$ 1.200 e, segundo a denúncia, os servidores com remuneração superior a este valor alteravam o documento e recebiam a bolsa.
 A direção da guarda municipal de Fortaleza instaurou uma comissão de auditoria para apurar as denuncias de falsificação de contracheque.
A direção da guarda municipal não quis gravar entrevista, mas, segundo o sindicato da categoria, o esquema de falsificação de documentos atingia muitos servidores.
Até agora, das 127 pessoas inscritas para receber o benefício, 40 teriam participado do esquema, mais de 30%.
Segundo o presidente do Sindiguardas, Márcio Cruz, os envolvidos poderão responder criminalmente.
- Essas pessoas poderão ser responsabilizadas a nível administrativo e a nível criminal.
Infelizmente existem pessoas  boas e pessoas más em todas as profissões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: