Guarda Municipal de Campinas apreende arsenal e integrantes de torcida

Foram apreendidas facas, revólver, machado, além de barras de ferro, pedaços de pau e tesouras 

  A Guarda Municipal de Campinas prendeu no final da manhã desta sexta-feira (20) cinco torcedores do São Paulo. Eles foram presos em flagrante no prédio onde abriga a subsede da torcida são-paulina em Campinas, próxima ao Viaduto Miguel Vicente Cury. No local foram apreendidas drogas, uma arma calibre 38, facas, tesouras, pedaços de paus e duas barras de ferro, além de rojões, fotografias que incitavam a violência contra outras torcidas e centenas de fichas cadastrais e carteirinhas de integrantes da organizada. De acordo com a GM, membros das torcidas de Ponte Preta e São Paulo estariam marcando na internet um novo confronto antes do jogo entre os dois times pela Copa do Brasil, marcado para a próxima semana, na capital paulista.

Os torcedores presos serão indiciados por tráfico de drogas, formação de quadrilha, porte ilegal de arma, desacato e resistência. Um deles, Marcos Paulo Moraes, de 34 anos, era procurado da Justiça e confessou ter participado da morte do torcedor ponte-pretano Anderson Ferreira Thomás, de 28 anos, em 2005. Conhecido como Conde, Thomás morreu depois de uma briga com integrantes da Torcida Independente, do São Paulo. Ele foi agredido por um grupo de cerca de 15 pessoas e recebeu muitos golpes de paus e barras de ferro, próximo ao Estádio Moisés Lucarelli, onde acontecia a venda de ingressos para a partida entre as duas equipes naquele ano.

Matéria informada pelo GM  Douglas Sarti.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: