Guarda Municipal de Londrina já perdeu 20% do efetivo desde sua criação

A Guarda Municipal de Londrina já perdeu 20% de seu efetivo desde o início das atividades da corporação em julho de 2010. A prefeitura tenta realizar um concurso para contratação de 300 novos profissionais, mas o edital ainda deve demorar 60 dias para ser lançado.
 Nos últimos dias, 13 guardas pediram exoneração, deixando a GM com cerca de 200 funcionários. O secretário municipal de Defesa Social, Jefferson Dias Chaves, confirmou as baixas e declarou que a rotatividade se deu em virtude dos profissinais terem passado em outros concursos
 Para manter a rotina de patrulhamento, o secretário de Defesa Social afirmou que as escalas foram reestruturadas. "Até mesmo o diretor da Guarda está fazendo rondas", comentou.
"Realmente, o efetivo da GM hoje está em um patamar razoável. Estamos em torno de 200 guardas municipais que passaram no último concurso, sendo que foram contratados 250. O prefeito Barbosa Neto já determinou através de uma lei que sejam contratados 1.000 guardas municipais",.
Segundo Chaves, os 1.000 novos profissionais devem ser contratados ao longo dos anos. O primeiro passo é a seleção de 300 através do concurso público. O processo seletivo seria realizado pela Universidade Estadual de Londrina, mas não houve acordo entre a instituição e o município.
A Secretaria Municipal de Gestão Pública decidiu assumir a realização do edital e das provas, mas deve lançar o processo dentro de dois meses. A apoio ao efetivo deve chegar apenas em 2013, em virtude das limitações eleitorais, já que o ano é de pleito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: