Taxistas recebem orientações da Guarda Municipal, Campanha detecta principais enfermidades dos taxistas de São José dos Pinhais


Doenças cardiovasculares, hipertensão, obesidade: um diagnóstico preocupante foi traçado durante ação preventiva e educativa sobre a saúde dos taxistas de São José dos Pinhais, coordenada pela Prefeitura Municipal. A campanha começou nesta quinta-feira (19) e sexta-feira (20), e será repetida nos próximos dias 26 e 27 de julho, pela manhã e à tarde, no estacionamento da cooperativa próximo ao Aeroporto Internacional Afonso Pena.
A ação tem foco nas orientações à saúde do homem, lançadas recentemente pelo Ministério da Saúde. A Secretaria Municipal de Saúde trouxe equipes de várias regionais da saúde para verificar pressão arterial, atualizar o calendário de vacina dupla (hepatite B e febre amarela), avaliação de peso, altura, cálculo de índice de massa corporal, diabetes, além de orientação diversas aos taxistas.
As equipes da Prefeitura observaram uma predisposição muito grande para problemas cardiovasculares em geral, pois os profissionais normalmente ficam direto no táxi, fazem poucos exercícios físicos e não se movimentam. Assim, o índice de obesidade também é grande.
“A maioria deles até sabe que esta acima do peso, pois levam vida com pouco controle, mas não dá para atribuir tudo à função de taxista. A gente percebe um desconhecimento, pois abusam do carboidrato (massas e açúcares)”, afirma Carolina Bocchi Maia, coordenadora do Programa Saúde do Homem e Departamento de Atenção Primária à Saúde.
“Já tivemos três casos de hipertensão. Isso prejudica no trabalho, pois pode haver um mal súbito ou um derrame, reforça Alessandra Aguilera, coordenadora da Educação do Trânsito da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito. “A ideia é prevenir e orientar os casos que chamem a atenção para indicar que a pessoa procure tratamento”, complementa Alessandra.
Cerca de 150 taxistas serão atendidos nesta quinta e sexta, e outros 150 na semana que vem. Os profissionais que porventura forem encontrados com alguma alteração significativa de saúde estão encaminhados para o serviço de urgência.
Ao mesmo tempo, a Secretaria de Transportes e Trânsito, com a coordenação de trânsito, orientou os taxistas sobre a prevenção de acidentes, utilização do cinto, postura no veículo para evitar infrações e outras orientações.
A coordenadora Carolina Bocchi Maia explica que a ação integra o Programa “Saúde do Homem” no município, que existe desde 2009, mas só agora está sendo formalizado. O foco são as doenças que mais afetam o homem, como o aumento da pressão arterial, doenças do coração, alguns tipos de cânceres e problemas nas questões emocionais, enfermidades normalmente decorrentes de um estilo de vida ruim, má alimentação, sono deficiente e ausência de exercícios físicos.
“Estamos percebendo um aumento importante do peso, de uma maneira geral, mas como não tinha uma ação sistematizada, eles deixavam pra lá. Procuramos saber onde os taxistas moram para vincular a alguma unidade de saúde mais próxima. Temos que trabalhar a sensibilização deles para que deem continuidade ao programa”, finaliza Carolina Bocchi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: