Guarda civil paulista tira de circulação, homem que violentava criança de 2 anos.



Um homem de 41 anos foi preso na manhã desta terça-feira (3) em Imbituba, no litoral sul de Santa Catarina, sob a suspeita de pedofilia. Segundo promotores, uma menina de 2 anos diz que foi violentada por ele. Ele também é suspeito de tirar e enviar fotos de crianças nuas pelo celular.
A operação para prendê-lo teve origem em uma denúncia feita por um guarda civil de Monte Mor (SP), cidade próxima a Campinas. Segundo o Ministério Público, o o guarda civil teve contato com o suspeito de pedofilia em uma sala de bate-papo, desconfiou dele e começou a monitorá-lo.
O guarda civil diz que conseguiu o telefone do suspeito, que disse que trocava fotos de crianças nuas por mensagens de celular. O guarda denunciou o caso ao Ministério Público deCampinas, que iniciou a investigação.
Por volta das 5h40 da manhã desta terça, integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e policiais civis de Florianópolis e do MP de Campinas se reuniram na capital catarinense para planejar e acompanhar a operação que resultou na prisão.
Segundo o MP, duas equipes foram montadas para a operação. Uma delas foi até a casa do suspeito para interrogá-lo, no bairro Gaiúba, e outra procurou a menina de 2 anos, que teria sofrido violência sexual e cujas fotos eram enviadas por celular.
O promotor Luiz Segala Bevilaqua afirmou que informalmente o suspeito confirmou que trocava fotos de crianças pelo celular, inclusive para a região de Campinas.
Ao ser interrogada, de acordo com o promotor, a criança confirmou a violência. O suspeito foi detido para averiguações e teve alguns pertences, como documentos e celular, apreendidos para serem incluídos na investigação.  Ele será encaminhado para o sistema prisional em Florianópolis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: