Estudantes e Guardas entram em confronto em Belém

Estudantes e guardas municipais entraram em confronto nesta quinta-feira (09) em Belém durante protesto contra o aumento no valor da passagem de ônibus.

O conflito teve ataques com pedras e balas de borracha e deixou ao menos dois estudantes e três guardas feridos, de acordo com a Guarda Municipal.
O Ministério Público do Pará, porém, colheu relatos de participantes da manifestação e cita dez estudantes feridos.

A confusão começou por volta das 12h, quando um grupo de cerca de 300 estudantes protestava em frente à prefeitura, aguardando para ser recebido por representante do município. O local era protegido por 48 guardas.
Segundo a Guarda Municipal, parte dos estudantes começou a jogar pedras no prédio da prefeitura, que também atingiram os guardas, que reagiram com bombas de efeito moral, spray de pimenta e balas de borracha.
Os estudantes, porém, dizem que a manifestação era pacífica, organizada por movimentos estudantis como a UNE (União Nacional dos Estudantes). O preço da passagem de ônibus em Belém subiu de R$ 2 para R$ 2,20 no último dia 1º.
Jorge Lucas, coordenador do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da UFPA (Universidade Federal do Pará), afirma que os estudantes se concentraram em frente à prefeitura e só jogaram pedras e garrafas de água depois que os guardas os atacaram.
Eles dizem que a ação da Guarda Municipal atingiu até pessoas que passavam no local e não participavam da manifestação.
A comandante da Guarda Municipal, Ellen Margareth, afirma que os guardas usaram "força moderada". "Os guardas não saíram da linha de entrada do prédio", diz.
Ela afirma ainda que alguns manifestantes aproveitaram o protesto para usá-lo de forma política e fazer propaganda de candidatos.
Ministério Público e Guarda Municipal ainda estão apurando o caso. Estudantes planejam um novo protesto para a próxima terça-feira (14).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: