O primeiro atendimento do botão do pânico, da patrulha Maria da Penha, foi realizado pela Guarda Municipal de Vitória

video
O primeiro atendimento do botão do pânico, da patrulha Maria da Penha, foi realizado pela Guarda Municipal de Vitória na madrugada deste sábado (4), em frente à Universidade federal do Espírito Santo (Ufes). De acordo com a prefeitura, os agentes chegaram três minutos após o alarme ter sido acionado por uma mulher, que disse ter sido ameaçada pelo companheiro. Câmeras de videomonitoramento filmaram a ação da Guarda. O agressor não foi encontrado.

Mulheres vítimas de violência doméstica receberam botões do pânico em abril deste ano. Trata-se de um dispositivo eletrônico de segurança preventiva que possui GPS e também gravação de áudio. No momento em que o botão é pressionado, disponibiliza um processo de escuta e a central de monitoramento recebe um chamado. A Guarda Municipal da capital disponibiliza quatro viaturas para atenderem exclusivamente as demandas relacionadas à Lei Maria da Penha geradas por meio do dispositivo.


O primeiro acionamento ocorreu às 3h40 deste sábado, em um posto de gasolina em frente à Ufes, na Avenida Fernando Ferrari. Segundo a Guarda, a mulher que acionou o botão foi vítima de ameaças por parte do agressor, que teria dito para ela se retirar do local, caso contrário seria agredida. O homem foi embora logo depois, antes que a viatura dos agentes chegasse ao posto.

A partir do momento em que o alarme foi acionado, operadores do videomonitoramento passaram a observar o local e flagraram o instante em que a Guarda foi ao encontro da vítima. Após a explicação do acionamento, para preservar a mulher, os agentes a levaram até sua residência.

http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: