Guardas Municipais de Betim entraram em greve nesta segunda-feira

Os Guardas Municipais da cidade de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, entraram em greve na manhã desta segunda-feira (3). De acordo com o presidente do Sindicato dos Guardas Municipais de Minas Gerais (SindGuardas), Pedro Bueno, a categoria pede aumento do efetivo de funcionários; além da implementação do Plano de Carreira e uso de armas de fogo. Ainda de acordo com ele, os cerca de 200 manifestantes se reúnem desde às 8h no pátio da Prefeitura e podem seguir em protesto pelo município, caso não sejam atendidos.

O sindicato calcula atualmente 200 guardas municipais na corporação, mas diz que seria necessário o triplo de funcionários para suprir a segurança da cidade. “Betim é uma das cidades mais violentas da Região Metropolitana, e as armas ajudam no trabalho”, diz Pedro. Ele acrescenta que há mais de 30 dias a categoria tenta diálogo com o prefeito, em busca do cumprimento do que foi oferecido no plano de governo, porém, sem sucesso. Até o meio da manhã, o sindicato alegava não ter conseguido canal de comunicação com a prefeitura.

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Superintendência de Segurança Pública, informa, por meio de nota, que está avaliando a viabilidade da implantação das propostas e dos projetos apresentados para esta administração por representantes da Guarda Municipal. Além disso, ressalta que está em permanente negociação com os guardas. Sobre a presença na manifestação, a assessoria da instituição calcula cerca de 60 pessoas no protesto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: