Operações surpresa e módulo móvel aproximam Guarda Municipal da população.


Ao longo deste ano, a Guarda Municipal deflagrou 729 operações surpresa em praças de Curitiba. Foram 27 operações, cada uma delas realizada simultaneamente em 27 praças, em todas as regionais da cidade. Elas fazem parte do projeto de reforçar cada vez mais o papel comunitário da Guarda, aproximando a corporação da comunidade e devolvendo equipamentos e espaços públicos à população.

“São os cidadãos que devem ocupar e utilizar esses locais com segurança. Estas e outras operações coordenadas reforçam o conceito de Guarda cidadã”, afirma o diretor da Guarda Municipal, inspetor Cláudio Frederico de Carvalho.
Cada operação atingiu três praças de cada uma das nove regionais de Curitiba. Elas foram realizadas sempre em caráter de surpresa, sem data ou local previamente divulgado.

Algumas outras ações lançadas neste ano pela Guarda Municipal de Curitiba confirmam a tendência de aproximação da corporação com a comunidade. O Módulo Móvel Itinerante (MMI) instalou-se em 23 locais da cidade, promovendo um diálogo direto entre a Guarda Municipal e a população.

“Como o resultado foi positivo na operação realizada na Praça Nossa Senhora Filomena, no bairro vizinho Hugo Lange, pleiteamos a realização da mesma no Cabral”, explicou o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) Juvevê, César Pereira. “Tivemos um retorno dos moradores dizendo que a sensação de segurança aumentou na região.”
A representante do Conselho de Segurança (Conseg) do Hugo Lange, Beatriz Cruz, também elogiou a ação. “Assim como existem os médicos de família, a Guarda Municipal tem se tornado cada vez mais o agente de segurança de família, pois estão muito próximos da população”, disse.



Ela falou sobre a importância da sensação de segurança que uma operação como a MMI traz para determinada região, o que é mantido após o deslocamento do módulo com rondas intensificadas, 24 horas por dia. “As cidades crescem e se tornam impessoais, precisamos resgatar as relações humanas”, afirmou Beatriz. “Hoje percebemos que a Guarda Municipal está integrada com outras forças de segurança e também com a comunidade, o que aproxima muito a corporação da população”.

Qualificação

Desde o início de 2013, aproximadamente 1,5 mil guardas municipais passaram pelo estágio de qualificação profissional Bom Retorno, num projeto inédito de reciclagem. “Cada vez mais, a instituição se aproximará da população, com foco sempre na prevenção e na integração. Para isso, a corporação está sendo fortalecida e qualificada”, informou Carvalho.

Entre os assuntos abordados nos cursos periódicos de atualização estão noções sobre direitos humanos, estatuto do desarmamento e legislação; condução de viaturas, técnicas de abordagem, algemamento e patrulhamento; rádio comunicação; procedimentos operacionais e uso escalonado da força, entre outros.

Videomonitoramento

No mês de novembro, 31 guardas municipais concluíram o curso de capacitação em segurança eletrônica, oferecido por oficiais do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego (Cindacta) e se tornaram aptos a fazer a instalação do sistema de vídeomonitoramento, além da manutenção e do conserto.

Durante a parte prática do curso, os guardas consertaram e devolveram à cidade 39 câmeras que estavam sem condições de uso desde o ano passado. Outros 17 equipamentos danificados tiveram seus problemas identificados para, em breve, entrarem em funcionamento. No total, a cidade tem 175 câmeras de segurança.

“Com a qualificação do nosso pessoal, o Município terá uma economia média de R$ 30 mil mensais e mais R$ 1,6 milhão com o restabelecimento do sistema de videomonitoramento”, informou Carvalho. Os supervisores que participaram do curso tornaram-se responsáveis por multiplicar o conhecimento adquirido, ensinando as técnicas aos demais guardas municipais.

http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: