Guardas Municipais concluem preparação para Patrulha Maria da Penha.

Um grupo de 20 Guardas municipais concluiram nesta semana, 40 horas de capacitação preparatória para a implantação da Patrulha Maria da Penha em Curitiba. O serviço, inspirado no modelo de sucesso da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, será voltado ao atendimento das mulheres em situação de violência que possuem alguma medida de proteção emitida pela Justiça com base na Lei Maria da Penha, seja para afastamento do agressor da vítima, seja para definição da guarda dos filhos e pensão alimentícia, entre outras situações.


A Patrulha, uma ação integrada da Secretaria da Mulher, da Guarda Municipal e do Tribunal de Justiça, vai atuar preventivamente no acompanhamento desses casos específicos com a finalidade de conferir maior efetividade aos direitos previstos na lei. “Com equipes coordenadas pela Defesa Social do município, a Patrulha fará visitas periódicas para saber como vivem as mulheres que tiveram medidas protetivas emitidas pelo Juizado de Violência Doméstica e Familiar, além de orientar e fiscalizar o cumprimento dessas medidas”, disse a secretária da Mulher, Roseli Isidoro. “Os conteúdos de preparação das equipes capacitam para um atendimento humanizado e bem específico para lidar com essas situações que envolvem a violência doméstica e familiar contra a mulher na cidade de Curitiba”, disse a secretária.
Os agentes da Guarda Municipal que participaram dos cursos receberam material com orientações e informações práticas sobre a Lei Maria da Penha, os artigos que tratam diretamente da atuação da Patrulha, sobre o plano nacional de políticas para as mulheres, o enfrentamento à violência contra a mulher e as atribuições dos organismos que integram as redes de proteção e atendimento, como a delegacia especializada, o IML, os centros de referência para atendimento psicossocial, a Defensoria Pública, o Ministério Público e os hospitais que prestam serviços e notificam a violência, além das próprias instâncias pelas quais transitam o inquérito policial e as ações na Justiça. Na apostila também estão descritos os diversos fluxos de atendimento e os serviços, para auxiliar nas decisões sobre como e quando encaminhar para outros órgãos.


No último módulo, em especial, os agentes que atuarão no patrulhamento nas ruas e integrantes das equipes da central de operações das chamadas telefônicas receberam informações detalhadas sobre o dia a dia dos trabalhos da Patrulha Maria da Penha e visitaram as dependências do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) da Matriz - situado na rua Francisco Torres, nº 500, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar, na rua João Gualberto, nº 1073, e a Delegacia da Mulher de Curitiba, na rua Padre Antônio, nº 33.
http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/guardas-municipais-concluem-preparacao-para-patrulha-maria-da-penha/32149

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: