Adolescentes flagrados por Guardas Municipais em pichação ajudam a recuperar imóveis

14 adolescentes, com idade entre 12 a 17 anos, que foram flagrados neste ano pichando imóveis em Curitiba, cumpriram medida protetiva. Eles ajudaram a reparar o patrimônio pichado no entorno da Praça do Gaúcho, no Alto São Francisco, incluindo a pista de skate e os muros do Cemitério Municipal São Francisco de Paula.
 
Depois de assistirem a uma palestra, em companhia dos pais ou responsáveis, os jovens participaram da ação de revitalização das fachadas. Esta foi a quarta vez que a ação foi realizada. As próximas edições deverão ser estendidas para outros locais da cidade. “É uma ação educativa inédita, aliada à punição”, disse o inspetor Cláudio Frederico de Carvalho, diretor da Guarda Municipal.

A auxiliar de cozinha Márcia dos Santos, moradora da CIC, que acompanhava o filho adolescente de 14 anos, aprovou a medida. “Ele está assustado, já refletiu e não irá pichar novamente”, disse. Mãe de outros três filhos, ela explicou que o adolescente está consciente de que a pichação é crime e deixa a cidade feia.

A multa paga pelo flagrante de pichação, segundo ela, também assustou o jovem. “Ele sabe que não temos muito dinheiro, pagamos aluguel para viver e o dinheiro fez muita falta no orçamento da família”, disse a mãe. “Ele está arrependido do que fez”.

O corretor de imóveis Cláudio Kovalczuk, morador da Santa Cândida, que também acompanhava o filho adolescente, disse considerar importante a medida educativa aplicada aos jovens flagrados em crime de pichação. “Acho que deveria haver mais ações preventivas para reforçar o ensinamento que damos em casa”, disse.

O morador da região Dario Weisheimer, cuja família tem propriedade no bairro desde 1940, achou a iniciativa interessante. “A situação da pichação é complexa, mas o trabalho comunitário me parece uma medida mais lógica e educativa para punir estas infrações”, comentou.

Crime ambiental

Além das medidas protetivas, jovens e adultos flagrados pichando recebem multa no valor de R$ 1.693,84. Para quem comercializa tinta spray para menores de idade, a multa é de R$ 4.234,60. Em caso de reincidência, a multa é de R$ 8.469,21 e, na terceira punição, o alvará comercial é cassado.





http://www.curitiba.pr.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: