Guardas municipais de Macapá poderão usar armas a partir de 2015


A Guarda Municipal de Macapá deve implantar a partir de 2015 o armamento obrigatório para oficiais, atendendo a nova lei que instituiu o Estatuto Geral das Guardas, aprovado e sancionado pela Presidência da República em 11 de agosto. A nova resolução federal incorpora as guardas ao sistema nacional de segurança pública e atribui às guarnições o poder de polícia.


Na capital, o efetivo da guarda de 542 agentes se divide na atuação em prédios e instituições públicas municipais, além de atender ocorrências sociais de forma limitada com o patrulhamento em bicicletas, detalhou o inspetor Ivan Nunes. "Com a nova resolução vamos poder trabalhar em parceria com a polícia efetivamente no combate aos crimes em Macapá", adiantou.

As novas atribuições serão implantadas no grupamento a partir de 2015 por questões de ajustes de orçamento por parte da prefeitura, revelou o inspetor. Além disso, acontece em setembro no Espírito Santo o congresso nacional das Guardas Municipais, onde serão definidos os parâmetros de carreira, legislação, hierarquia e padrões para uniformes e veículos.

A lei fixou o telefone 153, que em breve será ativado para rápido acionamento da guarda, assim como ocorre com o 190 da Polícia e o 193 do Corpo de Bombeiros. As criações das guardas devem ser feitas através de lei, e os candidatos devem entrar por meio de concurso publico a partir dos 18 anos.

A qualificação, treinamento e aperfeiçoamento fica a cargo de cada prefeitura, que tem autonomia para criar órgão ou departamento direcionado à segurança pública.

http://g1.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: