Câmara Municipal aprova criação; concurso para 200 vagas

A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou, na terça-feira (2), o projeto de autoria do Executivo Municipal que autoriza a criação da Guarda Municipal em Cuiabá. Com isso, está permitindo ao município lançar, ainda este ano, concurso público para preenchimento de 200 vagas. 
O projeto aprovado só falta ser sancionado pelo prefeito Mauro Mendes (PSB) para entrar em vigor. Além disso, o município precisa analisar a necessidade e o orçamento disponível para custear também outras despesas, pois a Guarda Municipal precisará de viaturas, armamento, capacitação e uniformes.
Segundo o coronel da Polícia Militar, Eduardo Henrique de Souza, o salário inicial de um guarda municipal será de R$ 1,6 mil mais 30% de gratificação por desempenho para uma carga horária de 40 horas semanais sendo 8 horas diárias. 

Para fazer jus a gratificação, serão observados critérios como assiduidade, pontualidade, apresentação pessoal e desempenho fim junto à comunidade. Por exemplo, se um guarda for alvo de reclamação por parte da comunidade, ele provavelmente, não receberá a gratificação relacionada a tal critério. 
A exigência para participar do concurso será ensino médio completo e idade entre 18 e 35 anos. O primeiro passo, depois de realizado o concurso, será a chamada de 70 guardas para ajudar nas segurança da capital. 
“A princípio, vamos chamar cerca de 70 guardas municipais que vão priorizar o trabalho nas escolas públicas e unidades de saúde. Depois, conforme a gente for aumentando esse número de guardas, vamos também entrar nos bairros e ajudar a segurança pública, a Polícia Civil, a Polícia Militar nesse trabalho”, destacou o coronel.
Enquanto os agentes municipais de trânsito, chamados de amarelinhos, lidam apenas com o trânsito, os guardas municipais serão responsáveis pela segurança pública.
“O trabalho deles se assemelha bastante ao da Polícia Militar. A guarda se difere dos agentes de trânsito porque vai trabalhar fardada, armada, ostensiva, preventiva. Os guardas vão poder realizar também o policiamento comunitário nos bairros”, destacou o coronel Eduardo Henrique. 
Ele pontuou ainda nas funções dos guardas municipais também inclui apoiar o trânsito. Para isso, durante o período de formação, vão ter conhecimento sobre o trabalho com o trânsito e apoio aos amarelinhos.
Treinamento 
Antes de estarem nas ruas, os guardas passarão por seis meses de preparação, em cursos com matérias sobre direitos humanos, defesa pessoal, aulas de tiros e trabalhos comunitários.
“Esperamos que até meados do ano que vem a gente já tenha essa guarda na rua, fardada, armada contribuindo com a segurança pública de Cuiabá”.
A Prefeitura de Cuiabá também lembra que a guarda municipal tem poder de policia e poderá prender qualquer pessoa em situação de flagrante ou cumprimento de mandado. “O trabalho se assemelha muito com o d a Polícia Militar
MT Agora - Mídia News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: