Guarda de Proteção Animal completa dois anos com 2,3 mil atendimentos

Dois anos após ser implantada em Curitiba, a Guarda Municipal de Proteção Animal contabiliza 2,3 mil atendimentos, a maioria relacionada a maus tratos. A patrulha, criada em fevereiro de 2013, é uma parceria das secretarias municipais do Meio Ambiente e da Defesa Social, através da Guarda Municipal.
“É uma orientação da gestão Gustavo Fruet, sermos implacáveis contra os maus tratos e o comércio ilegal de animais”, disse o coordenador da Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Paulo Colnaghi.
Este ano, até agora, 50 atendimentos foram realizados. Após receber denúncias, a equipe vai até o local verificar e, se for constatado mau trato, o proprietário pode receber autuação ou multa. Em casos mais graves, a Guarda tem atuado em conjunto com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente para realizar apreensão do animal.


Segundo o diretor da Guarda Municipal de Curitiba, Cláudio Frederico de Carvalho, o trabalho de fiscalização funciona também como um sinalizador. “Estatísticas comprovam que as pessoas que têm tendência a agredir animais podem agredir os seus semelhantes da mesma forma. Portanto, cuidar dos animais é cuidar da sociedade”, disse.
Desde 2013, guardas municipais realizam treinamentos frequentes com equipes da Rede de Proteção Animal da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Segundo Colnaghi, a maioria das ações de fiscalização, autuação e apreensão não seria possível sem a parceria e o respaldo da Guarda Municipal.

Denúncias

Colnaghi informou que, diariamente, a Rede recebe cerca de 20 denúncias pelo telefone 156, o que mostra a importância da participação da população na fiscalização. “Mas é necessário ter responsabilidade e bom senso no momento de fazer uma denúncia”, diz. Segundo ele, alguns registros recebidos são denúncias vazias que tomam tempo das equipes e nada resolvem.
Além de atendimentos a casos de maus tratos e comércio e criação ilegal, a Guarda Municipal possui o Serviço de Apreensão de Cães Ferozes (Sacaf), que realizou mais de 1,4 mil atendimentos entre 2013 e 2014, o que resultou na apreensão de 283 animais. O serviço age em casos, por exemplo, de cães que atacam pessoas nas ruas, não sendo possível identificar seus donos.

Fonte: SMCS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: