Prisões em flagrante crescem com a Patrulha do Transporte Coletivo.

Nesta semana completou um mês de funcionamento da Patrulha do Transporte Coletivo, da Guarda Municipal. A atuação dos guardas dentro dos ônibus, além das viaturas acompanhando as linhas onde ocorrem o maior número de ocorrências, já diminuiu o número de delitos no transporte coletivo.
As prisões em flagrante dentro dos ônibus pela Guarda Municipal aumentaram nestes 30 primeiros dias da Patrulha do Transporte Coletivo. Em janeiro, antes do início da patrulha, haviam sido presas cinco pessoas dentro dos ônibus. Do dia 7 de fevereiro a 7 de março, o número de presos em flagrante aumentou para oito.
Assédio
Entre os oito presos em flagrante dentro de ônibus, nos primeiros 30 dias de funcionamento da patrulha, dois foram por cometer assédio sexual. No início de março, um homem acusado de praticar atos obscenos dentro do ligeirinho da linha Inter 2 foi preso tentando cometer o delito novamente.
A prisão foi resultado do serviço de agentes do setor de Inteligência da Guarda Municipal, que passaram a acompanhar o Inter 2 para fazer a prisão, após a denúncia de uma estudante.
Para o secretário de Defesa Social e Trânsito, Algacir Mikalovski, o resultado alcançado neste primeiro mês foi satisfatório. “Além das prisões, a atuação da Patrulha do Transporte tem evitado que delitos que vinham acontecendo com frequência voltassem a ser cometidos”, afirmou Mikalovski.
O número de atendimentos totais da Guarda Municipal no transporte coletivo também aumentou. Em fevereiro foram atendidas 213 ocorrências, contra 202 ocorrências de janeiro. “Não é o plano ideal ainda, nós queremos o transporte coletivo absolutamente sem delitos. Mas temos plena convicção de que estamos no caminho certo”, explicou o secretário Mikalovski.
Patrulha
A Patrulha do Transporte Coletivo foi criada por determinação do prefeito Rafael Greca e começou a atuar em Curitiba no dia 7 de fevereiro, para aumentar a segurança no sistema de transporte público.
No ano passado, a Guarda Municipal registrou 2.656 ocorrências no transporte coletivo, desde assédio, furtos, invasões (fura-catraca), e principalmente roubos, que somam 54% do total das estatísticas.
A Patrulha do Transporte Coletivo trabalha em parceria com a Urbs e denúncias podem sem feitas pelo telefone 153, da Guarda Municipal.
“O nosso trabalho está tendo êxito e estamos conseguindo diminuir as ocorrências dentro do transporte coletivo”, disse o diretor geral da Guarda Municipal, Odgar Nunes Cardoso.

Fonte:http://www.curitiba.pr.gov.br/fotos/album-prisoes-em-flagrante-crescem-no-primeiro-mes-da-patrulha-do-transporte-coletivo/26551

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARTICIPE, DEIXE SEU COMENTÁRIO

Concurso para Guarda Municipal de Curitiba, Clique logo abaixo: